Pavimento de Pneus Reciclados

Publicação: 30/10/2015

Pavimento de Pneus Reciclados

 

     O Concreto Permeável para aplicação em pavimentos é um material semelhante ao concreto convencional, porém em sua mistura é reduzido ou até mesmo – em alguns casos – eliminado o agregado miúdo (geralmente areia), gerando assim um volume de vazios que varia entre 15 a 25%.

 

     O sistema de drenagem tradicional capta a água que escoa superficialmente sobre o pavimento impermeável e tenta direcioná-lo à um corpo d’água o mais rápido possível. Os problemas que isso gera são bastante conhecidos: erosão e assoreamento de corpos d’água e mata ciliar, alteração na qualidade d’água, enchentes, necessidade de obras de contingência como bacias de retenção de fluxo, dentre outros.

 

     Entretanto, aqui já podemos indicar o primeiro problema técnico do concreto poroso. No sistema convencional um dos motivos pelo qual a água é redirecionada, se deve à desestabilização das camadas de base do pavimento, que pode colapsar sua estrutura. Já no concreto poroso, a intenção é fazer que a água percole para o lençol freático, dando uma destinação “mais natural” às águas, ocorrendo assim uma filtragem natural e evitando que a velocidade de chegada ao corpo d’água cause os danos já citados anteriormente. Porém é necessário repensar a estrutura de base do pavimento, pois ela deve ter a capacidade de armazenar a água durante certo período (para que ocorra a infiltração natural no solo ou encaminhamento ao sistema de drenagem alternativo), sem que sua capacidade de suporte seja alterada.

 

     Outro grande problema citado pelos críticos do sistema é que, uma vez que o agregado miúdo é retirado, a resistência do concreto deve reduzir drasticamente. Isso é uma verdade, desde que não sejam adotadas tecnologias do concreto que permitam reprimir esse efeito, o que pode acabar elevando o custo do produto final.

 

     Outro ponto que deve ser pensado no sistema é o seu custo de implementação. Geralmente o custo direto do produto é mais elevado que o convencional, mas a solução deve ser pensada de forma Macro. Demais fatores como redução do sistema de drenagem e qualidade da água também devem ser considerados.

 

     Um experimento na cidade litorânea de Provincetown, no estado americano de Massachusets, está em andamento. O problema de fechamento das praias em alta temporada aos banhistas devido à qualidade da água era constante. Foi então que em 2012 um trecho de cerca de 2.400 metros na principal avenida comercial da cidade foi substituído por concreto permeável. O número de fechamentos das praias devido à contaminação bacteriana (além de outros elemento) reduziu drasticamente, o que acabou fomentando novas fases do projeto, aumentando a extensão implantada desse tipo de solução.

 

      Devido aos problemas de resistência do concreto e capacidade de suporte das camadas de base, esse tipo de pavimento é geralmente recomendado para áreas de baixo tráfego e carga, como estacionamentos, calçadas, etc. Entretanto existem algumas aplicações para situações de grande solicitação de carga sobre o pavimento, como em rodovias. Nesses casos um dos principais fatores é o custo, pois deve-se lançar mão de tecnologias para mitigar os problemas de resistência do pavimento.

 

      No Brasil começa-se a observar alguma movimentação de empresas para implementação desse tipo de solução, mas suas tecnologias geralmente são licenciadas por alguma patente estrangeira.

Mais notícias

Comprometimento, Qualidade, Alta Tecnologia e Experiência
© 2016 Geoprisma. Todos os direitos reservados.
Recomende o Site   Dúvidas Frequentes   Ir ao Topo
Site produzido pela Netface